Sejam bem vindos!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

A Cadeira


  
Uma cadeira não sabia quem era, ela ainda não conhecia o carpinteiro que a fizera e mergulhada em suas dúvidas se questionava todos os dias: O que eu sou?


 Por que tenho essa forma? Ninguém me perguntou se eu queria ser assim!
  • Por que tenho quatro pernas? Só uma não bastava?
  • Para que eu tenho pernas, se não posso andar?
  • De que me valem todas elas, se nenhuma se movimenta?
  • E por que as pessoas se apoiar sobre mim?
Foi então que um belo dia ela conheceu um carpinteiro e tão logo soube que ele a fizera. Expôs-lhe todos os seus questionamentos, ao que o carpinteiro lhe respondeu:


 Você é uma cadeira! Fui eu que te fiz. Você era apenas uma madeira, mas eu quero lhe usar, por isso te moldei para que fosses assim.

Fiz-te com quatro pernas para que ficasses firme ainda que lhe impusessem um peso grande.

Eu te fiz para esse fim.


Nada é por acaso, todas as coisas foram criadas para um fim especifico. Nós não somos cadeiras, mas assim como ela temos um papel a desempenha. Que papel seria esse? Aquele que nos criou tem a resposta. Você está interessado em saber? Vá até Ele! Ele está te aguardando!

Quando você estiver com Ele saberá que faz parte de um grande plano, e que ainda que se sintas “sem propósito”, verá que Ele te fez com um fim especifico e sua vida só terás sentido se o estiver desempenhando.

“Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.” Jo 1.3

“Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.

Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;

Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” Jo 1.10-12

sexta-feira, 6 de agosto de 2010